para acompanhar os novos posts vá ao (novo) Bate Estacas na Blogger aqui

Quinta-feira, 17 de Abril de 2008

Graffitar os 200 anos de Olhão

Olhão, 17 de Abril de 2008

Quer se queira e goste ou não, os graffitis estão aí em Olhão e em força.
Impõem-se pela quantidade e muitos pela qualidade artística que apresentam .
É arte popular, é a arte que o povo vê e desfruta gratuitamente, todos os dias 24 horas por dia, que não está encerrada em museus ou galerias com horários disponíveis para quem não trabalha e entrada franqueada.
Hoje em Olhão , os grafitos , são dos elementos visuais da paisagem urbana o mais destacado. É a manifestação artística mais relevante de há muitos anos e em constante renovação pela sua pouca durabilidade.
 Sobrepõem-se ao cubismo da forma e ao alvo branco das casas típicas degradadas que a autarquia teimosamente nega tomar medidas recuperadoras, tapam, decorando e animando em multicolor os paredões e muros esboroados em ruína  dos restos de edificações industriais.
Os visualmente incomodativos e danosos rabiscos  em locais menos apropriados visíveis a todos mas sobretudo ao coca-bichinhos são um micro  do conjunto graffitado .
 Mesmo algumas em montras envidraçadas, são-no em ‘buracos negros’ da paisagem urbana.
A força e pujança desta manifestação artística, com marca de juventude, não pode ser ignorada, e Olhão que este ano assinala 200 anos de uma enorme e igualmente   manifestação de força e pujança do povo,  poderia incluir nas suas Comemorações oficiais um desafio aos graffiters , o de apresentarem trabalhos inspirados no tema.
Deixo, como se costuma dizer, à consideração da Comissão Organizadora.
Na incipiente abordagem que os graffitis tem tido  na 'net olhanense’ tem tido  aponto para o  ‘fórum MOJU ’, o ‘Fórum no Olhão para o cidadão, o ‘Grafitis - Discussão ’, e para ver um acervo já considerável de graffitis o ‘Olhão graffiti ’. E com quse um mês um post no GEORDEN  Vandalismo artístico ou Arte marginalizada? .
por temas:
publicado por Raul Coelho às 09:56
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De António Paula Brito a 18 de Abril de 2008 às 21:46
Seria uma boa ideia para a CMO promover esse concurso de graffitis! Talvez um dia com outra Câmara...
Quando ao assunto em causa chamo a atenção que em 5 de abril de 2007 a APOS enviou uma carta ao CMO onde falávamos dos graffitis mas claro que não houve resposta. A carta rezava assim:

Os grafittis são uma preocupação crescente para muitos olhanenses.

Trata-se de uma actividade difícil de combater, e que alia o vandalismo ao impulso positivo da expressão artística, por vezes de grande qualidade.

Sendo uma actividade com causas e condicionamentos complexos exigem diversas soluções complementares nomeadamente:

* Actividades de enquadramento artístico para os seus autores de forma a afastá-los da marginalidade (organização de concursos em locais apropriados, definição de locais próprios para grafittis, colocação de placards próprios, etc.);
* Actividades policiais que deverão ser lideradas pela própria autarquia e não pelos proprietários dos imóveis vandalizados.


Comentar artigo

google-site-verification: google607e9867b28dd3d1.html


Raul Coelho

o meu canal de vídeo

para acompanhar os novos posts vá ao (novo) Bate Estacas na Blogger aqui

.os autores

.os últimos 10 artigos

. ...

. cidadania - activismo

. ...

. o que podemos esperar est...

. as variantes da 125 em Ol...

. Porta Sim Porta Não

. Ganhos destes e maiores e...

. distribuição da ajuda ali...

. mudei de casa

. água, o que fazemos dela

.a memória do blog

.por temas

. "200 anos"(10)

. "a semana"(3)

. "pinóquio"(27)

. (novo) bate estacas(7)

. ad hoc(30)

. ambiente(3)

. autárquicas2009(11)

. biblioteca(4)

. blog antigo(1)

. cidadania(9)

. história(4)

. museu(4)

. olhao(14)

. património(12)

. requalificação(12)

. ria formosa(3)

. transparência(17)

. urbanismo património(7)

. todas as tags





Fórum olhão ponto org

 

 

 

 

.pesquisar