para acompanhar os novos posts vá ao (novo) Bate Estacas na Blogger aqui

Domingo, 20 de Dezembro de 2009

Somos Olhão! Em catalepsia?

Olhão, 20 de Dezembro de 2009

 

É de percepção geral que nos últimos meses o Somos Olhão! não tem tido actividade, que deixou de ter uma presença interventiva no que se vai passando em matéria do pensar e agir da comunidade olhanense no campo dos direitos cívicos e de cidadania.
É próprio de tudo o que tem vida ter altos e baixos, períodos de maior e menor actividade, as sociedades e as associações dos homens também tem esses altos e baixos, o SO! não poderia estar isento desse “fado”.
Quando do aparecimento do SO! vivia-se em Olhão um clima medo cagádo e de aceitação servilista perante o nepotismo caciqueiro instituído em Olhão, pelo presidente da Câmara que até à própria oposição na edilidade lhe era devida completa obediência, conseguiu juntar inicialmente umas poucas vozes discordantes que romperam o anonimato clandestino: A. Paula Brito da associação APOS, que já anteriormente se vinha distinguindo com propostas alternativas às do cacicado instalado, como no Projecto para a Zona Histórica de Olhão, no Plano de Pormenor da Quinta de Marim e na Discussão Pública da Zona Histórica entre outras; o líder do PCP local, José Castanheira, a ovelha tresmalhada do PSD, Lourenço Mendonça e dois (2) cidadãos livres e independentes de quaisquer interesses pessoais, materiais instalados ou organizados. A estes juntaram-se uns, poucos, outros.
Neste grupo díspare, as eleições autárquicas deixaram sequelas, inevitáveis, perante os interesses partidários que se elevaram e que o SO! não poderia satisfazer para manter a sua independência, a defesa da cidadania e dos cidadãos indiferentemente da cor do partido. Os acordos passaram a ser impossíveis e a actividade paralisou.
As razões que levaram ao aparecimento do SO! continuam, a falta de transparência na condução da gestão camarária mantêm-se, não é prestada informação sobre como é administrada a coisa pública, independentemente de agora haver vereadores que possam destoar da orquestra residente.
O SO!, tanto mais que como associação é uma realidadelink , pode, ainda fazer muito, os seus
associados tem é que resolver o que querem fazer, debatendo e acordarem  nisso, se não é um já foi.

 

por temas:
publicado por Raul Coelho às 11:24
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De AI NANNAS a 20 de Dezembro de 2009 às 16:59

QUEM PASSOU AO ESTADO DE CATELEPSIA,FORAM OS DOIS PERSONAGENS,PAULA BRITO E CASTANHEIRA,NUNCA MAIS FORAM VISTOS NEM EM SESSÃO CAMARARIA, OU NAS A.M.
PELOS VISTOS O LEAL TEM MAIS AMIGOS QUE INIMIGOS.


De Anónimo a 20 de Dezembro de 2009 às 17:24

estes 2 personagens são 2 bons exemplos do oportunismo que circula por olhão, uns sem vergonha apoiam o leal outros com vergonha fingem estar contra
mas é tudo a mesma cambada


De Anónimo a 20 de Dezembro de 2009 às 17:29
mó ió arraul tás desatualizado
o Caíque já na stá no Batestacas, o Leal vendeu pra pagar ós profs


De ai nanas a 5 de Janeiro de 2010 às 23:16

QUANTO ESPERA A APOS RECEBER DA CAMARA,PARA TANTO SILÊNCIO SOBRE O QUE SE PASSA NO URBANISMO EM OLHAO. O QUE NÃO CONSEGUIRAM FAZER COM O SO , ESTÁ ACONTECENDO NA APOS.
O TEMPO O DIRÁ.


Comentar artigo

google-site-verification: google607e9867b28dd3d1.html


Raul Coelho

o meu canal de vídeo

para acompanhar os novos posts vá ao (novo) Bate Estacas na Blogger aqui

.os autores

.os últimos 10 artigos

. ...

. cidadania - activismo

. ...

. o que podemos esperar est...

. as variantes da 125 em Ol...

. Porta Sim Porta Não

. Ganhos destes e maiores e...

. distribuição da ajuda ali...

. mudei de casa

. água, o que fazemos dela

.a memória do blog

.por temas

. "200 anos"(10)

. "a semana"(3)

. "pinóquio"(27)

. (novo) bate estacas(7)

. ad hoc(30)

. ambiente(3)

. autárquicas2009(11)

. biblioteca(4)

. blog antigo(1)

. cidadania(9)

. história(4)

. museu(4)

. olhao(14)

. património(12)

. requalificação(12)

. ria formosa(3)

. transparência(17)

. urbanismo património(7)

. todas as tags





Fórum olhão ponto org

 

 

 

 

.pesquisar