para acompanhar os novos posts vá ao (novo) Bate Estacas na Blogger aqui

Sexta-feira, 18 de Dezembro de 2009

A cambada mantém-se

Olhão, 18 de Dezembro de 2009

 

As eleições trouxerem para a Câmara de Olhão quatro novos membros, de sete com o Presidente incluído, no entanto passados mais de sessenta dias o que se pode constatar é que continua tudo no mesmo em matéria de transparência, os munícipes continuam a não ser considerados, continuam a não contar, nem mesmo os vereadores da oposição conseguem desembaraçar-se de teia caciquista montada por Francisco Leal.
Na nova vereação estão dois ex-candidatos a presidente de Câmara que na campanha eleitoral fartaram-se de prometer uma conduta transparente para a autarquia e que com eles seria diferente, como vereadores não está a ser e se qualquer deles tivesse sido eleito presidente, demonstrado começa a estar, seria bem pior que o actual, não tem qualquer conhecimento do cargo que ocupam e ainda menos são as perspectivas do que podem fazer no cargo.
Foi mais uma caça despudorada ao voto.
Que a política anterior, seguida por F. Leal, de não fornecer a informação sobre a gestão dos negócios público camarários já não tenho dúvidas e que a nova vereação, todos os vereadores, da situação e oposição, alinham pelo memo diapasão estou a ficar convencido.
Pedilink  a 25 de Novembro informações e consulta a documentos que deveriam ser acesso  
público, a Lei assim o diz, passou o tempo estipulado para resposta e o Presidente da Câmara a manter o mesmo silencia propiciador a que se coloquem todas as dúvidas sobre a legalidade e até mesmo hipotética situação de corrupção à volta dos assuntos que quer esconder.
Mas os vereadores, todos, tiveram conhecimento do pedido, assim como da ausêncialink  de  
resposta e, mesmo avisados olimpicamente pactuam com a sonegação da informação.
As informações e o respectivo acesso e consulta que fiz não sobre dados pessoais ou segredo de Estado que esteja protegido por algum segredo mais alto sobre algum corrupto em algum organismo, como é moda agora asilarem, é tão só sobre umas terraplanagens e início de umas construções à beira da água da Ria Formosa na Fuseta, no seguimento do tallink  condomínio fechado já  motivo de várias queixas e sobre o atulhamento de
uma área da Ria a sudoeste do Marina Village, tudo coisa que está aos olhos de todos mas que ninguém responsável quer explicar o que é.
Vassoura precisa-se.

 

por temas:
publicado por Raul Coelho às 15:47
link do post | comentar | favorito
google-site-verification: google607e9867b28dd3d1.html


Raul Coelho

o meu canal de vídeo

para acompanhar os novos posts vá ao (novo) Bate Estacas na Blogger aqui

.os autores

.os últimos 10 artigos

. ...

. cidadania - activismo

. ...

. o que podemos esperar est...

. as variantes da 125 em Ol...

. Porta Sim Porta Não

. Ganhos destes e maiores e...

. distribuição da ajuda ali...

. mudei de casa

. água, o que fazemos dela

.a memória do blog

.por temas

. "200 anos"(10)

. "a semana"(3)

. "pinóquio"(27)

. (novo) bate estacas(7)

. ad hoc(30)

. ambiente(3)

. autárquicas2009(11)

. biblioteca(4)

. blog antigo(1)

. cidadania(9)

. história(4)

. museu(4)

. olhao(14)

. património(12)

. requalificação(12)

. ria formosa(3)

. transparência(17)

. urbanismo património(7)

. todas as tags





Fórum olhão ponto org

 

 

 

 

.pesquisar