para acompanhar os novos posts vá ao (novo) Bate Estacas na Blogger aqui

Domingo, 6 de Dezembro de 2009

Programador para o Auditório Municipal procura-se

Olhão, 6 de Dezembro de 2009

Ainda é em Março próximo que o Auditório Municipal de Olhão irá fazer um ano de inaugurado, mas já procura “novo programador”, conforme a imprensa tem vindolink a 
anunciar.
Graça Cunha, regressa à E. M. do Teatro Municipal de Faro, depois de ter estado pouco mais de seis meses como responsável pelo Departamento Educação, Cultura, Desporto e Acção Social na Câmara de Olhão e com a direcção e programação do Auditório Municipal.
Sem conhecer os números, a Câmara também não os deve ter, a opinião generalizada é que nestes poucos meses o Auditório tem sido um vazadouro para milhares de euros saídos dos cofres camarários sem que se anteveja a breve ou a qualquer prazo “o futuro pólo cultural”  de Olhão que F. Leal vaticinavalink.
No geral, até agora o Auditório tem servido como sala de espectáculos a módicos preços para uma elite com duvidosos interesses culturais, veja-se a assistência maioritária.
Uma mina para agentes artísticos com espectáculos pagos a peso de ouro.
Como contributo, como oferta para a criação e exibição cultural e artística, com origem local e regional até agora está esquecido.
O custo benefício para os olhanenses em geral, em matéria de cultura, é só défice acumulado.
Do vereador, novo,  para a cultura dever-se-ia esperar uma nova definição para o papel que o Auditório pode ter.
Eu não acredito.
por temas:
publicado por Raul Coelho às 16:43
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De floripes a 6 de Dezembro de 2009 às 19:37
Pudera o auditório estava sempre às moscas e com um prejuízo incalculavél.
só as duas primeiras filas que são há borla é que estavam cheias.
o conteudo dos espectáculos era como o r.c. diz de uma qualidade muito dúbia para as pessoas do concelho.os golpes que sefizeram lá, e as comissões recebidas,nas contratções de peças e artistas, essas os filhos de olhão numca as irão saber.
o que se sabe é que no orçamento rectificativo que o leal quer aprovar sem ser discutido,tem muitas parcelas de milhões que ninguém sabe o que é.
será que o psd e o b.e. vão deixar aprovar esse orçamento sem pedir explicações para onde foi o dinheiro?
o ex.vereador da cultura j.peres era muito fraquinho e o leal dominava-o como queria,vamos ver o que se vai passar com o novo.
mas parece que não passa nada em olhão, o dinheirinho é que se some mas tudo normal.
afinal o  Oportunamente, só tem um carro velho uma casa velha e  tá tezo que nem uma cavala!


Comentar artigo

google-site-verification: google607e9867b28dd3d1.html


Raul Coelho

o meu canal de vídeo

para acompanhar os novos posts vá ao (novo) Bate Estacas na Blogger aqui

.os autores

.os últimos 10 artigos

. ...

. cidadania - activismo

. ...

. o que podemos esperar est...

. as variantes da 125 em Ol...

. Porta Sim Porta Não

. Ganhos destes e maiores e...

. distribuição da ajuda ali...

. mudei de casa

. água, o que fazemos dela

.a memória do blog

.por temas

. "200 anos"(10)

. "a semana"(3)

. "pinóquio"(27)

. (novo) bate estacas(7)

. ad hoc(30)

. ambiente(3)

. autárquicas2009(11)

. biblioteca(4)

. blog antigo(1)

. cidadania(9)

. história(4)

. museu(4)

. olhao(14)

. património(12)

. requalificação(12)

. ria formosa(3)

. transparência(17)

. urbanismo património(7)

. todas as tags





Fórum olhão ponto org

 

 

 

 

.pesquisar