para acompanhar os novos posts vá ao (novo) Bate Estacas na Blogger aqui

Terça-feira, 24 de Novembro de 2009

Os esclarecimentos que a S. Polis não consegue dar

Olhão, 24 de Novembro de 2009

 

Teve lugar ontem uma Sessão que pretendia ser de Esclarecimento sobre o Polis da Ria Formosa mas que nem criar confusão conseguiu, quando é convencimento geral que não vão resolver nenhum dos problemas, vão é criar mais, num vazadouro de largos milhões de euros.
A Sociedade Polis LRF nesta matéria agiu com duvidosa boa-fé  desde o princípio que foi levantada a questão da Avaliação Ambiental Estratégica (AAE) ou antes da sua falta.
Em  Julho, depois de saber junto da S. Polis que não tinha sido feito a AAE, o Somos Olhão! apresentou queixa à Comissão Europeialink  e à PGRlink  desta lacuna.
Na mesma altura o ministro do Ambiente Nunes Correia e a presidente da Sociedade Polis desmultiplicavam-se a negarlink  a importância e a necessidade desta Avaliação.
Tardia e a contra-gosto lança a consulta à AAE, porque esta Avaliação deveria ter sido feita “numa fase precoce do processo de decisão, por forma a contribuir para a adopção de soluções sustentáveis” (pág.19 do Relatório Ambiental Preliminarlink ), ie., deveria ter sido
realizada antes de terem sido aprovado e sem vontade porque teve que adiar até á sua aprovação a execução das medidas do Programa Polis.
A realização desta Sessão de Esclarecimento por iniciativa da Sociedade Polis só surgiu por e em respostalink a convite que o SO! lhe fez e à empresa NEMUS, para a realização de uma
outra a ter lugar no passado dia 19, a  qual não iria dirigir e estaria exposta a um terreno desconhecido mas certamente bastante inquisitivo, optando por, para salvar a face de dialogante, jogar em casa, nas instalações do PNRRF.
É um último acto para a legitimação e legalização dos procedimentos para a execução de um programa que não vai resolver os problemas que afectam a Ria, as pessoas que dela vivem, as que dela legitimamente usufruem e ainda lança o tapete para o lançamento da exploração pelos interesses financeiros ligados especulação turístico-imobiliários em troca de uma eventual criação de emprego.
Do que ressalta da documentação da AA, intragável por extensíssima para o cidadão comum e interessado no assunto, é a defesa, de entre as várias , mas incompletas alternativas, da chamada “proactiva” onde a parte substancial dos recursos, 87 milhões de euros, são aplicados na chamada “renaturalização”  tomada por critérios de propriedade do solo e não renaturalização por critérios de sustentabilidade ambiental e uns décimos percentuais, 250 mil euros, no apoio e reconversão das actividades económicas tradicionais da Ria e 0% no tratamento e despoluição dos esgotos e de duvidosas Etars que degradam, a qualidade das águas e a Ria.
Onde o despejo dos proprietários e demolição das casas nas ilhas, é intenção como fim certo e posterior entrega  dos mesmos espaços para exploração por privados escolhidos e protegidos do regime, em vez do seu ordenamento em termos amigos do ambiente para fruição dos naturais e visitantes, com muito ou pouco dinheiro, é o que se pode apanhar do Programa que está a ser objecto de Avaliação.

 

publicado por Raul Coelho às 09:58
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De D X a 24 de Novembro de 2009 às 14:49
PARABENS, AO AUTOR DESTE TRABALHO,AQUI FAZ UMA RESANHA SIMPLES MAS VERIDICA DAS INTENCIONALIDADES QUE POLÍS PRETENDE ESCONDER. CORRER COM OS NATURAIS OU NATIVOS
FICAR-LHES COM O ESPAÇO,PARA ESPECULAÇÃO IMOBILIÁRIA LIGADA AO TURISMO.
TEMOS FORÇAS POLÍTICAS COM RESPONSABILIDADES
NESTA MATÉRIA,QUANDO DA APROVAÇÃO,TALVEZ O POVO LHES VÁ AINDA PEDIR RESPONSABILIDADES., QUEM SABE !


Comentar artigo

google-site-verification: google607e9867b28dd3d1.html


Raul Coelho

o meu canal de vídeo

para acompanhar os novos posts vá ao (novo) Bate Estacas na Blogger aqui

.os autores

.os últimos 10 artigos

. ...

. cidadania - activismo

. ...

. o que podemos esperar est...

. as variantes da 125 em Ol...

. Porta Sim Porta Não

. Ganhos destes e maiores e...

. distribuição da ajuda ali...

. mudei de casa

. água, o que fazemos dela

.a memória do blog

.por temas

. "200 anos"(10)

. "a semana"(3)

. "pinóquio"(27)

. (novo) bate estacas(7)

. ad hoc(30)

. ambiente(3)

. autárquicas2009(11)

. biblioteca(4)

. blog antigo(1)

. cidadania(9)

. história(4)

. museu(4)

. olhao(14)

. património(12)

. requalificação(12)

. ria formosa(3)

. transparência(17)

. urbanismo património(7)

. todas as tags





Fórum olhão ponto org

 

 

 

 

.pesquisar