para acompanhar os novos posts vá ao (novo) Bate Estacas na Blogger aqui

Sábado, 21 de Junho de 2008

a Biblioteca , de novo

Olhão, 21 de Junho de 2008

 

Porque encontrei neste comentário algumas considerações que tocam em pontos que considero importantes, sobre a nova Biblioteca de Olhão, trago-o para esta área deste blog para replicar com maior visibilidade.
De António Paula Brito a 20 de Junho de 2008 às 14:30
No dia 19 infelizmente a Biblioteca continuava a um décimo do gás e julgo que assim será por ainda semanas ou mesmo meses...
Para mim, para além da construção das paredes não sei se esta CMO terá competência para a gestão da Biblioteca. A CMO tem funcionado sempre como dono de obras mas nunca como gestora competente do património que tem.
Veja-se o caíque: foi feito mas depois... encosta-se! Não há gestão deste património para a promoção de Olhão...
 
 
Sr. A. P. Brito gostaria de subscrever ipsis verbis o seu comentário mas não posso fazê-lo sem resposta.
Onde o Sr. tem dúvida, eu tenho certeza. Onde V. tem certeza , eu tenho dúvida.
V. não sabe se a CMO tem competência para gerir a Biblioteca, eu sei que não tem.
Basta reparar nas condições em que a Biblioteca abriu, sem condições mínimas de funcionamento: sem livros; sem pessoal habilitado; sem procedimentos agilizados e funcionais.
Sem livros, em papel, poderemos ter uma biblioteca virtual, como até a APOS no seu site já começa a ter, e para tal não precisou de centenas de milhares de euros.
Sem livros e com acesso aos recursos informáticos diferidos para uma semana depois de o visitante/leitor/utilizador manifestar a intenção de querer usufruir dos serviços disponibilizados pela Biblioteca é desmotivador para lá voltar nos próximos tempos.
Sem pessoal habilitado (visível e presente, se há, é tímido e não se dá a conhecer) , que oriente, encaminhe e nos primeiros dias que ciceroneie os visitantes no edifício e  no desígnio da Biblioteca, sobretudo porque os componentes essenciais  ainda não existem ou não funcionam.
Mas também, já, com pequenos mas notórios indícios de falta de estratégica de gestão cultural e visão do que pode ser e deve ser a Biblioteca Municipal.
Começando pelo horário que exclui quem trabalha, pelos menos até às 23 horas, em funcionamento normal é normal.
A falta de uma caixa para recepção de sugestões, um placard para afixação de mensagens e anúncios para comunicação com os utentes e entre utentes, é indiciador do que vai ser a intercomunicação: direcção vs utente, da vontade em deixar participar os utentes no funcionamento e actividade da Biblioteca.
A ausência de um programa de actividades, com iniciativas de dinamização em actividades culturais e de ensino/formação elementar na utilização dos meios informáticos é dizer aos utentes “ esta biblioteca é só para: se sabes ler, podes ler os livros que não existem, se não sabes mexer nos computadores, não lhes toques que avariam (adicionalmente: isto não é para a tua idade) ”.
 
Quanto à construção das paredes, V. vê competência eu encontro dúvida.
Aceitando o projecto de conversão do antigo hospital para biblioteca como bom, com a demora da abertura da Biblioteca não terá havido atraso na obra? Terá havido derrapagem financeira? E, antes terá sido ao melhor obra/custo e outras condições de adjudicação?
Tenho as minhas sinceras dúvidas. A CMO, pratica uma opacidade na gestão dos seus negócios, com omissão de informação pública que não seja a mínima legalmente obrigatória, é geradora de suspeições sobre a honestidade de alguns envolvidos nos processos, e elas em Olhão são vox populi em tudo o que a edilidade se mete.
A transparência essa de certeza que não tem residência fixa na Câmara.  

 

por temas:
publicado por Raul Coelho às 12:12
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Anónimo a 21 de Junho de 2008 às 13:50
estão voces a tentar descobrir alguma utilidade para o edificio do antigo hospital agora chamado biblioteca e não conseguem ver mesmo nada.
É só o melhor local de Olhão para fugir do calor, para novos e velhos, para estes é melhor que qualquer asilo das redondezas.
O que falta lá e abrirem o bar com umas imperiais bem fresquinhas, da SuperBook, claro.
E não façam muitas ondas senão o f.leal ainda fecha aquilo


De Adriano Capri a 15 de Setembro de 2009 às 16:52
Sobre os comentários aqui tecidos relativos à nova Biblioteca Municipal de Olhão e ao Centro de Juventude e Cultura, concordo quanto à questão dos autarcas, não só este, se preocuparem em abrir portas dos equipamentos, sem que estes estejam devidamente equipados e prontos a funcionar. Os equipamentos não são só paredes, naturalmente.
Contudo, não vejo aqui uma única referência à excelente obra de arquitectura, e essa não é autoria dos autarcas, embora tenham dado o dinheiro. O mérito é indiscutivelmente do autor, identificado à porta da biblioteca - Arq. Carlos Afonso Martins. Soube pegar num antigo e saudoso hospital onde tantos olhanenses nasceram e transformá-lo numa magnifica obra contemporânea de arquitectura, que não é comum encontrar por terras do Sul. Vale a pena visitá-la, a propósito da leitura de um livro, juntando o útil ao agradável.


De Raul Coelho a 15 de Setembro de 2009 às 19:25
Sr. Adriano Capri , não neste mas no antepenúltimo artigo, escrevi sobre o aspecto exterior : "com um aspecto sóbrio mas elegante e harmonioso que manteve do antigo hospital"
Mas o sr. em imensa razão.



Comentar artigo

google-site-verification: google607e9867b28dd3d1.html


Raul Coelho

o meu canal de vídeo

para acompanhar os novos posts vá ao (novo) Bate Estacas na Blogger aqui

.os autores

.os últimos 10 artigos

. ...

. cidadania - activismo

. ...

. o que podemos esperar est...

. as variantes da 125 em Ol...

. Porta Sim Porta Não

. Ganhos destes e maiores e...

. distribuição da ajuda ali...

. mudei de casa

. água, o que fazemos dela

.a memória do blog

.por temas

. "200 anos"(10)

. "a semana"(3)

. "pinóquio"(27)

. (novo) bate estacas(7)

. ad hoc(30)

. ambiente(3)

. autárquicas2009(11)

. biblioteca(4)

. blog antigo(1)

. cidadania(9)

. história(4)

. museu(4)

. olhao(14)

. património(12)

. requalificação(12)

. ria formosa(3)

. transparência(17)

. urbanismo património(7)

. todas as tags





Fórum olhão ponto org

 

 

 

 

.pesquisar